Plínio presidente!


30/06/2010
PSOL oficializa candidatura de Plínio Arruda Sampaio para a presidência
Sigla não fecha coligação com o PCB e o pedagogo baiano Hamilton Assis é anunciado para concorrer como vice

Por Débora Prado

Foto: Marcelo Aguirre

O PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) homologou no dia 30 de junho a candidatura de Plínio Arruda Sampaio na disputa para as eleições presidenciais deste ano. Na convenção nacional do partido, o candidato reiterou que seu papel é defender um projeto socialista para o País, esperando, assim, fazer uma contraposição às candidaturas de Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) – classificadas por ele como a continuidade do que está estabelecido no Brasil hoje.
Aos 79 anos de idade, sendo 50 deles dedicados à política, o promotor público aposentado foi saudado por parlamentares do PSOL, lideranças e intelectuais de esquerda, durante a convenção, realizada na Assembléia Legislativa em São Paulo (Alesp).
Estiveram presentes os três deputados federais eleitos pela sigla – Chico Alencar (RJ), Ivan Valente (SP) e Luciana Genro (RS), além do senador José Nery (PA) e dos deputados estaduais Carlos Gianazzi e Raul Marcelo. Já a senadora Heloísa Helena – presidente do partido que chegou a defender o apoio a Marina Silva (PV) – foi novamente uma ausência sentida. Questionado pela imprensa se isto representa a continuidade da divisão interna, Plínio declarou que o processo para escolha do seu nome foi difícil e causou muitas fissuras, mas ressaltou que o PSOL está se reunificando.
A deputada Luciana Genro, que também chegou a se contrapor ao nome de Plínio internamente, afirmou, por outro lado, que “esta não é uma campanha qualquer” e criticou a mídia brasileira. “Sabemos das dificuldades e, em primeiro lugar, do boicote absoluto à candidatura de Plínio por parte da grande mídia que tem simplesmente ignorado nosso candidato e dado espaço somente às ditas ‘três grandes candidaturas’, que representam o mesmo plano de governo” disse.
Intelectuais e personalidades que têm participado da construção do programa de Plínio também foram à convenção. Heloísa Fernandes, filha do sociólogo e político Florestan Fernandes, disse que seu pai certamente apoiaria Plínio se estivesse vivo. O documentarista Silvio Tendler classificou a candidatura de Plínio como a possibilidade de manter um sonho. “Essa é a chance que a gente tem para acreditar no processo eleitoral, essa candidatura é diferente, representa a possibilidade de mudança, de utopia” disse. Também declararam apoio ao candidato os geógrafos Aziz Ab’Saber e Ariovaldo Umbelino, o sociólogo Chico de Oliveira, o bispo emérito de Goiás dom Tomás Balduíno, os filósofos Paulo e Otília Arantes, entre outros.

Foto: Fábio Nassif

Críticas ao PT
Plínio, que foi um dos fundadores do PT e rachou com a sigla em 2005, não poupou críticas ao governo Lula e à candidatura de Dilma, classificada por ele como uma imposição. “Com a popularidade que ele tem, Lula se acha no direito de colocar como candidata dele um poste político”, declarou. Questionado sobre a popularidade de Lula, Plínio comparou a aprovação do atual presidente ao fim de um relacionamento amoroso, quando uma pessoa sabe que há muitos problemas, mas não quer enxergar a realidade. “O povo brasileiro sabe que há algo de errado, mas não sabe exatamente o que é. Há um componente ideológico nisto”.
Plínio afirmou que defenderá os interesses do povo num programa anticapitalista que combata criminalização da pobreza e a desigualdade social. Ele defendeu a reforma agrária e um sistema de ensino e de saúde 100% públicos para o Brasil. “Em 2010 temos uma sociedade curiosamente contente, que acha que as coisas melhoraram, que acha que esse é o caminho, que não há meios de mudar o capitalismo. Não esperamos facilidade, a nossa gratificação vai ser a consciência de dever cumprido”, disse.

O nome do vice não foi definido na convenção, uma vez que as lideranças do partido buscavam uma coligação com o PCB (Partido Comunista Brasileiro).  Sem a coligação, o pedagogo baiano Hamilton Assis – militante do movimento negro e do movimento popular de Salvador – foi anunciado como vice nesta quinta-feira, dia 1 de julho.

Fonte: http://carosamigos.terra.com.br/index_site.php?pag=revista&id=143&iditens=648

Manifestações de apoio

Dom Tomás Balduíno
“Vivemos de uma caminhada longa, mas que se frustrou. Mas as pessoas estão aí ainda, a espera de uma alternativa. Este é um momento único. Plínio lembra o pequeno Davi na luta contra o gigante Golias.”

Aziz Ab’Saber
“Plínio sempre foi uma pessoa equilibrada, que sente as coisas. Pensa no Brasil, em todos. Além de tudo, Plínio é o único que gosta da universidade. Estou muito contente de estar aqui hoje. “

Waldemar Rossi
“Plínio é teimoso por natureza. Através dele que comecei a perceber que sou classe e como classe tenho que ser protagonista da mudança.  Que as pessoas compreendam que o problema não é conjuntural, mas estrutural. Se o mundo não se estruturar, a miséria e a barbárie seguirão. E se há alguém que pode nos ajudar a mostrar que este modelo não serve esta pessoa é o Plínio. Parabenizo o PSOL pela perseverança e escolha, e faremos de tudo para que Plínio tenha espaço para levar nossa mensagem e recuperar a esperança do nosso sonho”.

Silvio Tendler
“Encontrei uma possibilidade de fazer do meu voto uma utopia. Também estou desencantado com eleições, mas estou feliz porque vou votar na possibilidade de mudanças, de realização de sonhos”.

Heloísa Fernandes
“Se meu pai estivesse vivo estaria aqui com Plinio Presidente, socialista que são ambos.”

Mais fotos da convenção do PSOL que lançou Plínio presidente em: http://www.ivanvalente.com.br/?p=7231&pid=854

Anúncios

2 Comentários

  1. 15 de julho de 2010 às 12:28

    […] PSOL oficializa candidatura de Plínio Arruda Sampaio para a presidência […]

  2. Almir Papalardo said,

    9 de agosto de 2010 às 12:13

    Para conhecimento de V.Sas., peço vênia para respeitosamente encaminhar-lhes a matéria que postei no Blog Aposentado Solte o Verbo, cujo teor é por si explicativo.
    Atenciosamente,
    Almir Papalardo.
    ——————————————————–

    OPINIÃO DO LEITOR – ** O DEBATE NA BAND **

    08/08/2010 POR ASOV DEIXE UM COMENTÁRIO

    O debate realizado anteontem (05/08/2010) na Rede Bandeirantes de Televisão entre os presidenciáveis José Serra, Dilma Rousseff, Marina Silva e Plínio Salgado, transcorreu tranquilamente, em bom nível discursório, mas, sem nada de novo digno de registro, sendo a mesmice de sempre.
    Muitas mentiras proferidas, muitas promessas vãs que jamais serão cumpridas.
    Em matéria de expectativa, deixou para aposentados, segmento mais prejudicado da população, cujo somatório ultrapassa a oito milhões de segurados, somados a outros sabe-se lá quantos milhões de parentes, uma grande decepção, pois alimentavam a esperança que um novo candidato a presidente, se declarasse agora mais receptivo a estes esquecidos cidadãos. Estão jogando fora milhões de votos de aposentados oprimidos e revoltados.
    Nenhum dos quatro candidatos pronunciou sequer uma única vez a palavra “aposentados”. Isto aumenta a nossa amargura pela indiferença que nos dedicam, sofrendo com o desprezo dado pelo governo federal, que deve mesmo nos considerar parasitas obrigando-o nos manter sem nada receber em troca.
    Frustração maior ainda para a TV Band cujos organizadores do debate senhores Ricardo Boechat, Joelmir Beting e Ticiana Villas Boas, mostraram total pouco caso para aposentados, pois temos a certeza absoluta que receberam algumas dezenas de solicitações destes esperançados velhinhos, para que fosse provocado o pronunciamento dos candidatos sobre a futura situação de previdenciários.
    Perderam a grande chance de serem pioneiros num debate em que também o problema de aposentados entraria em discussão. Criaram a certeza de muitos espectadores de que o debate não foi coisa séria, sendo pura simulação e muito bem orquestrado entre arguintes e arguidos.
    O candidato Plínio Salgado ainda chegou perto das nossas expectativas, quando pronunciou com ênfase as inúmeras -discriminações- existentes na vida do brasileiro, sendo necessário eliminá-las. Deve ter sido o debatedor que mais votos conquistou. Poderia ter fechado com “chave de ouro” sua participação, se houvesse citado a terrível discriminação sofrida pelos aposentados.
    Que o bom senso se aflore abrindo a mente obtusa desses candidatos, pois ainda está em tempo de prometerem maior justiça aos aposentados. Com certeza, quem prometer não virar as costas para os aposentados, conquistará milhões de votos destes cidadãos, desiludidos com o poder público atuante do nosso Brasil.

    Almir Papalardo.
    almirpapalardo@yahoo.com.br


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: