Campanha: Bicicleta, minha Candidata!

Todo mundo sabe que a corrida maluca começou novamente, mas como ainda não é nada oficial, são pré-candidatos dali, pré candidatas de lá, eu, resolvi então declarar meu voto assim, abertamente, pra quem quiser conhecer.
Vou votar na BICICLETA.

Antes de se tratar do chamado “voto de protesto”, como quem vota no Batoré, no Enéias, ou no Bode, meu voto é do tipo “consciente”, daqueles que sabem que o teatro das eleições estão muito aquém do que esperamos chamar por democracia, mas, que de qualquer forma, podem apontar pensamentos, direcionamentos e quem sabe até uma, mesmo que suavíssima, transformação em nossa sociedade.
Pois bem, a Bicicleta, minha candidata, como toda candidata/o que se preze, não quer todos os holofotes direcionados à ela pois sabe que o personalismo, o messianismo, o populismo, e qualquer dos outros ismos baseados num santo cidadão que trará o paraíso à terra, só pode ser enganoso.

Conferência Mundial do PB
Por isso em seu partido, o PB (Partido das Bicicletas), há vários outros candidatos/as, que compartilham das mesmas idéias sobre uma maneira de tornar a vivência no planeta mais agradável. Se o PB é de esquerda ou de direita??? É certo que hoje fica cada vez mais difícil de se identificar as diferenças apenas nos discursos e mesmo nos governos de tais e quais, mas esperamos que este seja também o seu partido. Obviamente, que também um partido que se preze, só faz alianças com outros partidos que se prezem, portanto, a coligação em torno da candidatura da Bicicleta conta ainda com o PTST (Partido do Transporte Sobre Trilhos), o PAR (Partido do Ar Respirável), o PAP (Partido da Água Potável) e o PDPQTQ (Partido do Dinheiro pra Que te Quero).

Um pouco sobre as bases da campanha:

O PB é o maior de todos, possui milhares de militantes filiados e espalhados por todo o mundo, o problema é que esses militantes não se conhecem muito bem, pensam que estão sozinhos, se sentem inferiorizados e ainda acreditam nos que os chamam de minoria. Mas essa história está se transformando e estão percebendo que são do balacobaco. O PTST sofre dos mesmo complexos. PAR e PAP são bastante parecidos entre si, mas detém poucos filiados, enquanto que o PDPQTQ é ainda menor por não aceitar ficar com o rabo prezo já na campanha, como os partidos rivais.
Bom, pra descobrir se você tem algo a ver com essa candidatura, vamos então ao Plano de Governo:


Economia


Um plano de governo deve ser coerente. A Bicicleta sabe disso e não fugirá a debates espinhosos. É engraçado como nos horrorizamos com o sistema de castas da Índia (apresentado na novela), e nem se quer reparamos no nosso. O PB (Partido das Bicicletas) declara em sua carta de princípios que o Planeta não tem dono. Os recursos naturais não tem dono. A terra não tem dono. A água não tem dono. O ar não tem dono. Todo o conhecimento acumulado pelos seres humanos não tem dono. O nascimento de uma pessoa não definirá se ela será herdeira do maior império financeiro do mundo ou do carrinho de papelão puchado por sua mãe, porque isso são castas, e o PB é contra as castas.

Mobilidade Urbana

A Bicicleta se auto intitula como sendo das melhores alternativas para deslocamentos de curta distância (6 km), batendo todos os outros modais de transporte, e garante:

Você nunca verá um congestionamento de bicicletas para além de parcos metros. Além disso, o transporte por bicicleta estará amplamente interligado com o transporte coletivo sobre trilhos e rodas, e tem mais: chegou de bike, paga meia. Agora, se você deixa sua bicicleta em casa e utiliza uma bicicleta pública, aí vai de graça.

Meio Ambiente

A questão ambiental configura-se como um dos maiores desafios para a sociedade contemporânea. Desafio porque agora estão percebendo que atingirá os humanos de todas as castas (cabe lembrar que a seca do nordeste brasileironão é de hoje) e em especial porque os loteamentos na Lua ainda não saíram. Em compensação, a“compensação” ambientalestá chegando em Marte.

Para o PB, a compensação ambiental é a invenção mais ridícula da atualidade, porque, se você vai construir algo que causará um estrago tão grande que precisará ser “compensado”, não faça! E compense os demais seres vivos por sua pobreza de pensamento.

Habitação e Urbanismo

Aí você pergunta: que que a bicicleta tem a ver com isso???

A bicicleta reduz distâncias e espaços, na sua casa e na rua. Você não mais precisará de um cômodo inteiro para guardá-la. Milhões serão economizados por NÃO se fazer ampliações das avenidas, pontes ou túneis. Não veremos mais estragos como o da costa dos EUA por conta do petróleo ou os conflitos do oriente médio. Barack Hussein Obama finalmente declarará que o Osama era contratado da CIA e o Hussein um bode expiatório para justificar a invasão daqueles países…
Com a sobra dessa grana, parques e praças serão criados e as crianças voltarão às ruas para jogar futebol, volei, brincar de pega- pega, esconde- esconde, amarelinha, roba bandeira, taco e claro, andar de bicicleta.

Saúde
Finalmente se falará em saúde nesse Ministério, que recomenda: pedalar pode aliviar o stress, combater a depressão, evitar a obesidade. Ao lado de cada barraquinha para se vacinar contra a gripe H1N1, haverá 5 para vacinação contra a petroleodependência, em especial a carrodependência (forma mais avançada da doença). Problemas de pulmão, grande stress devido ao barulho e trânsito, brigas, murros e pontapés, mutilações em geral, culminando com a morte de muitas, muitas pessoas, (em 20 anos, no Estado de São Paulo, a população inteira de São Caetano do Sul foi sepultada e já promovemos quase 3 Vietnãs) são sintomas de uma sociedade doentia. A doença é altamente contagiosa, sendo que você não conseguirá se livrar dela sozinho. É necessário uma decisão política segura e firme para se combater esse grave problema, e a Bicicleta quer ser uma de suas/eus representantes nessa necessária e urgente mudança na sociedade.

Esporte

Nem só de futebol vive o homem, menos ainda a mulher. Embora a Bicicleta ainda possa lhe dar uma mãozinha em algumas situações futebolísticas como ao lado, caso você seja dos mais insistentes. Mas pare de apenas assistir e pedale! Corra, jogue, brinque e seja feliz!

Trabalho e renda

A jornada de trabalho não ultrapassará as 20hs semanais. Haverão vagas de trabalho pra todas as pessoas, e se não houver, a carga horária será ainda mais reduzida. Na gestão da Bicicleta, caso uma indústria como a GM (sim, estamos falando daGeneral Motors, que não é só do Brasil) venha a falir, será cooperativada entre seus trabalhadores, com um detalhe, não poderão fabricar mais carros, mas claro, terão subsídios do governo para isso. Você irá ganhar menos? Pode até ser, mas gastará menos também e não pagará duas vezes pelas mesmas coisas (saúde, educação, lazer, etc.)

Lazer

Nessa altura do campeonato, várias esferas da vida já se mesclaram, ir ao trabalho e até mesmo trabalhar poderão ser considerados lazer.

Turismo

Rotas cicloviárias se espalharão por todo o país e você poderá conhecê-lo mais de perto, em seus costumes e diferenças e, caso você só tenha alguns dias para tal feito, poderá ir de trem levando sua bike de graça, de forma segura e bem mais fácil. Sim, muitas estradas de rodagem serão substituídas por trilhos.

Cultura
A cultura de um povo não pode ser imposta à força para outro povo.

E isso inclui os aculturáveis pró bicicleta. Nada de fanatismos OK, não queremos ver a bicicleta utilizada como “bicicleta bomba” ou muito menos, ver um país governado pela Bicicleta promovendo o terror contra países que decidirem chamar de “terroristas”.

Entendemos como cultura não só música, teatro e outras questões ligadas à arte. Cultura é uma forma de viver sob determinada sociedade. Portanto alertamos que a Bicicleta se propõe à uma revolução cultural, nos modos de vestir, se locomover, comer e até fazer sexo.
Mas calma, você não será obrigado à nada. Suas roupas podem continuar as mesmas, mas convenhamos que ninguém conseguirá levar a sério, em pleno verão tropical, um cara usando terno e gravata. Afinal, não somos mais colônia.


E para os fãs da cultura dos carros e “motores”, eles ainda existirão, só que movidos à pedal.


Educação

Assim como em Lazer, a Educação ultrapassará os muros das escolas, e por isso, as escolas não terão mais muros. E para as crianças: a escola não lhes será uma obrigação, mas um direito!!! Não é engraçado muitas crianças quererem fugir da escola como o diabo da cruz? E isso é porque são inteligentes, o cérebro não consegue aprender algo que lhe parece inútil.

A escola estará em todos os lugares, em casa, na rua, e é claro, também na escola.

Assistência Social

Essa política não mais fará de forma malacabada o que as outras políticas deixaram de fazer, assim lhe sobrará tempo pra evitar que pais joguem filhos pela janela.

Comunicação

Agora você, militante do PB que resolva declarar seu voto à Bicicleta, não pense que esta campanha veiculará nos grandes meios de comunicação. Não, infelizmente não. Portanto trate de colocá-la em seu blog, conversar com seus amigos e familiares, ocupar os espaços políticos (partidários ou não), ocupar as ruas. Organize-se. Comunique-se. Veja quais são os candidatos e partidos que mais se aproximem das maluquices que você quiser sonhar. Precisamos de utopias, quais são as suas?Por fim, desfaz-se nesse momento na rede internáutica dedicada à “crítica roedora dos ratos”, mais um episódio da série, faça você mesmo.

Esperamos que todo ser vivo com polegar opositor e telencéfalo altamente desenvolvido possa olhar com carinho para as propostas de nossa candidata.

OLÊ OLÊ OLÊ OLÁ, BICICLETA, BICICLETA!!!

Fonte: http://anaceliacruz.blogspot.com/2010/05/campanha-bicicleta-minha-candidata.html

Anúncios

4 Comentários

  1. Anônimo said,

    2 de setembro de 2010 às 23:29

    Olá,

    Vim aqui através do blog da Martinha e adorei seu post. Deveria divulgar mais seu blog.
    Abs

  2. zah said,

    2 de setembro de 2010 às 23:58

    Vim visitar seu blog depois que vi que não é a primeira vez que a minha doce e adorada Martinha fala de você. Gostei do post mas não li todo,está comprido, mas adorei as imagens. Já virei sua fã só por causa do blog da Marta.
    beijos! 🙂

  3. Ana said,

    3 de setembro de 2010 às 20:14

    Li seu texto inteiro com cuidado, mesmo longo. Verdadeiro é a palavra que defino para você, isto é, por trás da bicicleta existe uma pessoa sedenta por um mundo melhor.
    Lindo saber que a Martinha tem amigos assim.
    Parabéns.

  4. Mercurio das Estrelas said,

    12 de setembro de 2010 às 22:09

    Vim até aki através do blog da Marta. Você é lindo demais. Loucura, loucura, loucura.
    Não li a matéria porque não tive saco, muito longa.
    Beijos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: