A língua do Nhem – Cecília Meireles

Ilustração: Mauricio de Sousa.

Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

E estava sempre em casa
a boa velhinha
resmungando sozinha:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

O gato que dormia
no canto da cozinha
escutando a velhinha,
principiou também

a miar nessa língua
e se ela resmungava,
o gatinho a acompanhava:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

Depois veio o cachorro
da casa da vizinha,
pato, cabra e galinha
de cá, de lá, de além,

e todos aprenderam
a falar noite e dia
naquela melodia
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

De modo que a velhinha
que muito padecia
por não ter companhia
nem falar com ninguém,

ficou toda contente,
pois mal a boca abria
tudo lhe respondia:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

Ou isto ou aquilo, Cecília Meireles, Rio de Janeiro, Nova Fronteira

Anúncios

2 Comentários

  1. heraldo hb said,

    11 de março de 2011 às 0:19

    Muito show também é a melodia que o mestgre Dércio Marques colocou nesse poema no antológico disco Anjos da Terra, num sei se tu conhece.
    Vale a pena!
    http://unsquetinham.blogspot.com/2009/05/dercio-marques-anjos-da-terra-1991.html

  2. INGRED said,

    17 de setembro de 2013 às 19:54

    VÓ APRESENTAR NO SARAL ESCOLA


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: