O que podemos fazer?

A mudança já começou e, na maioria das vezes, não foram os governos que deram o primeiro passo. A mudança surge das raízes, com indivíduos, organizações e movimentos conectando-se globalmente em busca de um sistema mais saudável, que beneficie todos. Um desejo crescente por mudanças vem ganhando força e seu foco é um sistema que inclua a solidariedade global, considere as vozes dos que não são ouvidos e as necessidades de todos, que busque uma forma de agir cooperativa e não competitiva. Um sistema que compartilhe os recursos com justiça e valorize o meio ambiente… em que todos tenham o que comer, sempre.

Uma visão compartilhada que surge das raízes, pressiona governos e corporações a mudar seus antigos métodos, cedendo lugar à inovação e promovendo a solidariedade. Os consumidores pressionam as empresas para que elas adotem práticas éticas e sustentáveis.

Os governos estão sendo forçados a intervir no aumento do preço dos alimentos e medidas estão sendo tomadas visando melhores políticas públicas e acordos comerciais.

Não importa se você trabalha em nível local, regional, nacional ou global, você pode ser parte do movimento para construir um futuro melhor.

Essas são algumas das possibilidades, e elas são só o começo:

Novas formas de pensar, produzir e consumir: uma mudança de paradigma da agricultura em busca de práticas mais sustentáveis e ecológicas, que beneficiem os 900 milhões de pequenos agricultores no mundo, não apenas o agronegócio.

Não buscamos apenas a produtividade; buscamos qualidade e distribuição, um melhor gerenciamento de resíduos, um consumo sustentável e consciente.

Focamos na adaptação à mudança climática e redução da vulnerabilidade aos seus impactos, bem como em um acordo global sobre a mudança climática para garantir que os países trabalhem em conjunto em busca de práticas mais sustentáveis.

Nós preservamos os recursos naturais e os dividimos de forma justa, agimos para influenciar acordos comerciais, regulamos bancos e reformamos políticas públicas ruins, apoiamos métodos de produção em pequena escala que beneficiem o meio ambiente, baseados no conhecimento tradicional.

Mulheres são empoderadas, e abrimos o caminho para que elas participem da discussão sobre o uso da terra.

Nós apoiamos comunidades na luta contra corporações que tentam expulsá-las de suas terras, investimos em agricultura familiar para que as comunidades sejam autossustentáveis e não corram o risco de passar fome.

Como você é impactado pela crise no sistema alimentar?

O que as pessoas estão fazendo para lidar com esses problemas?

Como você pode ajudar esse movimento a crescer?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: