Cultura é tema do movimento Caxias de Cara Nova

Movimento debaterá a situação da Cultura em Duque de Caxias e políticas públicas para a área.

No Dia do Cinema Brasileiro, bate papo sobre cultura, com projeção de curtas, nessa terça, 19/06, 19h, no SEPE – Rua Conde de Porto Alegre, 131 – 25 de Agosto (próximo a Praça Roberto Silveira, na calçada da Cultura Inglesa). Entrada franca.

Oficina gratuita: O papel social da fotografia, com João Laet, fotógrafo do Jornal O Dia

O papel social da fotografia

Como usar a fotografia como instrumento de denuncia, cidadania e conquista de direitos

Oficina com

: :João Laet: :

[Fotógrafo,  Jornal O Dia]

Sábado, 19/05, das 9h às 14h

Entrada Franca

 

No Sepe: Rua Conde de Porto Alegre, 131 – 25 de Agosto – Duque de Caxias

 # Noções básicas da história da fotografia, fotojornalismo, enquadramento, luz e outras técnicas

# Trabalho de campo

Para participar é preciso enviar os dados abaixo somente até quinta-feira (17/05) para o email caxiasdecaranova@gmail.com :

> Nome completo

> Endereço completo – rua, número, bairro, cidade e CEP.

> Instituição e/ou movimento social

> Telefone residencial

> Celular

> Endereço eletrônico (email)

> E responder a pergunta: Porque você deseja fazer essa oficina?

Só receberemos inscrições até a meia noite de quinta-feira (17/05). Na sexta mandaremos mensagem – email e torpedo (sms para o celular) confirmando os inscritos e os que não foram inscritos. Os critérios para quem vai participar (apenas 30 vagas):

1) morador de Duque de Caxias;

2) quem deu CERTEZA de comparecimento;

3) relevância social do inscrito;

4) ordem de inscrição.

Três pessoas do movimento vão analisar as inscrições e definir – caso haja mais de 30 pessoas inscritas – orientadas pelos critérios: Fabio Pereira, Merlyn Santos e Tadeu Lima.

É necessário levar o equipamento que você utiliza para fazer fotos: celular, câmera portátil ou câmera profissional.

Das 11 às 14h faremos um trabalho de campo, circulando por alguns pontos: Praça Roberto Silveira > passarela do Mercado Municipal > Praça do Pacificador / Teatro Raul Cortez > Estátua do Zumbi dos Palmares > Estação Ferroviária > Retorno ao Sepe.

Vamos separar duas fotos de cada pessoa para publicação na página no Facebook do Caxias de Cara Nova.

Opcional: Quem quiser pode se programar para ficar até mais tarde. Às 14h sairemos para almoçar e às 15h retornaremos ao Sepe para analisar todas as fotos de quem fotografou e fazer comentários mais detalhados.

Os certificados serão fornecidos às 14h. Carga horária total: 5 horas.

30 de abril: Dia da Baixada Fluminense!

Um viva a Baixada Fluminense!
30 de Abril, #DiadaBaixadaFluminense

———————

FIQUE LIGADO!
Dia 12 de Maio, sábado, acontece no Sindiquímica, em Duque de Caxias, o CURSO SOBRE A HISTÓRIA DE DUQUE DE CAXIAS. “CONHECENDO NOSSA CIDADE.”

Informe-se: caxiasdecaranova@gmail.com

Caxias de Cara Nova – Se liga 16!

Campanha do movimento Caxias de Cara Nova!
Se liga 16!

Estímulo ao voto consciente.
Tire seu título. Faça suas próprias escolhas.

Homenagem do Caxias de Cara Nova às mulheres no 8 de março

Vídeo produzido pelo Movimento Caxias de Cara Nova em homenagem às mulheres. Direção de Tadeu Lima. Participação de Carla de Andrade Couto, Ivanete Conceição da Silva e Vera do Egito.

Vamos juntos!

Passageiros de Duque de Caxias reclamam do preço dos ônibus municipais

RJ-TV da Globo pauta luta contra aumento das passagens em Duque de Caxias:

Tem linha que cobra um valor mais caro dentro do município do que para a Central do Brasil. O gasto no transporte público pesa no bolso da população. Além disso, muito veículos estão com pneus carecas e mau conservados.  A matéria foi exibida no RJ-TV, 1ª edição, de 17/01/2012.

Movimento entrega 25 mil assinaturas contra o aumento das passagens de ônibus em Duque de Caxias

Membros do Movimento Caxias de Cara Nova entregam cerca de 25.000 assinaturas contra o aumento das passagens em Duque de Caxias. Fotos: Wesley Teixeira.

Integrantes do Movimento Caxias de Cara Nova entregaram à Prefeitura de Duque de Caxias cerca de 25.000 assinaturas contra o aumento das passagens na cidade. A mobilização aconteceu nessa terça-feira (13/12), na sede da Prefeitura. O grupo foi recebido por Jayme Baptista, secretário especial do prefeito José Camilo Zito. Durante a reunião, na presença de integrantes do movimento, os manifestantes solicitaram que fosse transmitida ao prefeito a insatisfação popular com os sucessivos aumentos anuais de tarifa. Afirmaram que Zito deve interromper esse processo em 2012, além de atender a outras reivindicações emergenciais para melhoria do transporte público em Duque de Caxias.
Fabio Pereira, professor e coordenador do movimento, explica que o ciclo de recolhimento de assinaturas durou quase um ano, iniciado em janeiro desse ano, “foi uma árdua tarefa, mas também edificante”.
Enquanto os cariocas pagam R$ 2,50 no Bilhete Único para viajar em dois ônibus num intervalo de até duas horas entre cada embarque, os passageiros de Duque de Caxias continuam pagando as tarifas mais caras da Região Metropolitana, mesmo numa linha com menos de 10 km, como é o caso da linha “Centenário/Hospital Infantil”, no primeiro Distrito. O preço da passagem mais barata subiu novamente sem qualquer justificativa, no início desse ano, de R$ 2,35 para R$ 2,50. Existem moradores na cidade que chegam a pagar até R$ 4,35 em uma linha municipal com percurso menor que muitas linhas do Rio.
Enquanto isso, passageiros da Zona Oeste do Rio, por exemplo, têm direito a uma segunda passagem com o bilhete único para qualquer outro destino, pagando apenas uma tarifa. Além da diferença do valor cobrado por passageiro/quilômetro, as pessoas são obrigadas a viajar em ônibus superlotados, sem horário regular, com janelas quebradas e bancos rasgados, sem qualquer conforto, como se fosse gado a caminho do matadouro. “O transporte público em Duque de Caxias está completamente entregue aos empresários do setor, desde a fiscalização de horários e condições dos ônibus, até a decisão sobre o aumento das passagens. Não existe uma presença decisiva da prefeitura, muito menos a população é ouvida. É a raposa tomando conta do galinheiro”, enfatiza Fabio Pereira.
Pela visão do Movimento Caxias de Cara Nova, essa significativa parcela da população que aderiu ao abaixo assinado representa o sentimento da maioria do povo duque caxiense. Nesse período foram ouvidas desde críticas à ausência do poder público na fiscalização até sugestões. A pauta de reivindicações foi encaminhada ao prefeito da cidade:
> Preço justo da passagem com audiência pública e debate em cima das planilhas de custos dos empresários e análise de técnicos isentos ao empresariado;
> TARIFA ÚNICA e BILHETE ÚNICO municipal em Duque de Caxias;
> Regularidade e ampliação dos horários dos ônibus;
> Fiscalização da Prefeitura nas linhas municipais;
> Qualidade nos ônibus e na condução dos motoristas;
> Respeito ao direito dos idosos, dos deficientes e dos estudantes.
> Fim dos motoristas que acumulam a função de trocador, gerando insegurança aos passageiros e desemprego pelo supressão de um trabalhador.
Caso não haja sensibilidade do prefeito com a melhoria do transporte público na cidade, através da liberação de qualquer valor de aumento de passagem na cidade, o Movimento Caxias de Cara Nova promete ampliar as mobilizações e buscar outras entidades para fortalecer a luta.

Fotos: Wesley Teixeira

Representante do prefeito de Duque de Caxias recebe alguns membros do Movimento Caxias de Cara Nova.

Momento da entrega as assinaturas contra o aumento das passagens de ônibus em Duque de Caxias.

Conhecendo Nossa Cidade: curso gratuito sobre a História de Duque de Caxias

Movimento Caxias de Cara Nova apresenta propostas para o transporte público às autoridades de Duque de Caxias

A Comissão de Transportes da Câmara Municipal de Duque de Caxias realizou, no último dia 15 de setembro de 2011, uma audiência pública para discutir a questão do transporte público no quarto distrito do município. Na ocasião, Fabio Pereira, coordenador do Movimento Caxias de Cara Nova, apresentou as propostas que o movimento coletou da população caxiense no período do ato contra o aumento das passagens, que recolheu mais de 25 mil assinaturas de janeiro a julho de 2011, aos sábados, no Calçadão, em frente a Estátua do Zumbi dos Palmares, Centro de Caxias.

Veja o vídeo com as propostas para o transporte público em Duque de Caxias:

Consulta popular quer saber qual o maior problema social para a população de Duque de Caxias

Começou hoje e continua aos sábados, sempre às 9h, consulta a população de Duque de Caxias para eleger as prioridades de políticas públicas para o município. Com o tema ‘Transformando Nossa Cidade’, as pessoas podem opinar dizendo quais os principais problemas a ser enfrentado em Caxias. Essa atividade é uma parceria do Núcleo do PSOL Centro e do Movimento Caxias de Cara Nova e a consulta será realizada sempre aos sábados, na Estátua do Zumbi (esquina da Av. Nilo Peçanha com Rua José de Alvarenga), das 9 às 13h, no Calçadão, Centro de Caxias. A ideia é organizar os principais problemas do povo de Duque de Caxias para ser a base do programa de transformação social do PSOL para a cidade. Além do Centro, os organizadores pretendem percorrer a consulta pelos quatro distritos do município, para dar possibilidade maior de participação. Os principais temas elencados pelo povo será objeto de estudo e debate aprofundado nos núcleos do partido para a formulação de políticas públicas. Para um dos coordenadores da atividade, o professor Fabio Pereira, é preciso que a população assuma uma maior participação na política municipal para que aconteçam mudanças: ‘só haverá transformação com organização, participação e mobilização consciente do povo’, disse Fabio. O evento reuniu o interesse de centenas de cidadãos que participaram com bastante interação e interesse.

Veja o vídeo que explica a atividade e as fotos: